As vantagens de Blockchain para da especulação

As vantagens de Blockchain muitas vezes tornam-se num tópico secundário de cada vez que os preços [de criptomoedas como Bitcoin] passam por uma nova bolha. Os olhos do público afastam-se das vantagens de Blockchain e voltam-se para as vantagens da especulação. A boa notícia é que uma bolha explosiva no mercado muitas vezes muda a atenção para os tópicos mais interessantes.

Este artigo foi escrito por Marshall Taylor e publicado originalmente em CoinCentral.com.

Bolhas ou não, as casas de compra e venda de criptomoedas ainda permanecem como o caso de uso mais potente para as tecnologias de ledgers distribuídos. Mas no grande plano do potencial do Blockchain, a especulação e o valor de negociação parecem estar abaixo do esperado, falhando completamente o alvo. 

Medicina e Serviços de Saúde

O sistema médico está sob um stress colossal para se adaptar aos pedidos da população. A identidade médica ainda fica muito atrás, com redes arcaicas de partilha de registos e bancos de dados inseguros. No entanto, o 'elefante na sala' é a cadeia de valor deste setor: uma questão de relevância assombrosa que está a ser ativamente reparada.

A cadeia de valor

A cadeia de valor do setor de saúde, em comparação com outras, é particularmente sensível por razões que devem ficar claras: a sua saúde está em jogo. No entanto, os problemas enfrentados são praticamente os mesmos de muitas outras cadeias de valor de larga escala. Problemas esses que resultam de um fator fundamental: confiança.

O objetivo é aumentar a confiança numa cadeia de valor e melhorar todos os componentes que contribuem para a força da economia de confiança. Por exemplo, comunicações mais fortes e níveis mais altos de transparência e prestação de contas dão suporte à criação de confiança.

As vantagens de Blockchain são bem adequadas para o tema da confiança, pois é uma das novas soluções que a tecnologia de registos distribuídos traz à tona. Tradicionalmente, a confiança dentro de um sistema expansivo é obtida por meio do controlo de acesso e de participantes bem avaliados. Mas, no caso de um sistema que cresce dinamicamente como a cadeia de valor do sistema de saúde, a utilização de pontos de controlo isolados como esse pode ser desajeitada e descontroladamente ineficiente.

Em vez desses pontos centralizados de confiança e controlo em toda a cadeia de valor, Blockchain permite a sua substituição e completa dispersão. A confiança noutros seres humanos é substituída por um modelo descentralizado de confiança por computação.

Identidade e registos médicos

No centro da economia dos dados médicos está um desequilíbrio de interesses não muito diferente do que é observado no Facebook: dados de utilizadores médicos centralizados, as nossas identidades e registos, muitas vezes, involuntariamente usados ​​em estudos de investigação maiores. Embora a utilização dos nossos dados médicos não seja certamente mal-intencionada, quando monetizados, os problemas começam a manifestar-se. Tal como o lucrativo (para o Facebook) sistema de recolha de dados, o utilizador deixa de ser o cliente e passa a ser o produto. Os dados que fornecemos voluntariamente são mal geridos e vendidos para um novo utilizador final.

Um banco de dados com uma Blockchain poderia ser usado para mudar a dinâmica de poder de quem recolhe dados e para os fornecedores de dados. No entanto, os dados em massa ainda são úteis para investigação, com fins lucrativos ou não. Em vez de dados médicos pessoais serem reaproveitados sem o consentimento direto ou mesmo o nosso conhecimento, Blockchain tem as ferramentas para devolver ao utilizador o poder de escolha e criar novos incentivos económicos para a participação na pesquisa.

Embleema é um exemplo ativo de um projeto que aborda a questão dos dados pessoais de registos de saúde. A Blockchain da Embleema, construída sobre Ethereum, oferece aos utilizadores uma solução de confiança para fornecer seletivamente dados de saúde para projetos de pesquisa que suportam. Neste momento, o projeto, chamado PatientTruth, pode ser utilizado para recolher todos os tipos de pontos de dados médicos, desde condições crónicas mais graves e sinais vitais até dados mais ativos, como etapas diárias e leituras da frequência cardíaca.

As vantagens de Blockchain, como a utilização de contratos inteligentes da Embleema, podem ser a chave para criar um ambiente melhor para os pacientes, os profissionais e os investigadores. Os pacientes ganham mais transparência e controlo sobre os seus registos médicos, os profissionais são menos sobrecarregados com o consentimento e a compatibilidade entre as redes, e os investigadores têm acesso a dados melhores e mais seguros.

Projetos humanitários

A tecnologia Blockchain está a expandir-se para os esforços humanitários mundiais e já começou a ser utilizado na linha de frente. Os refugiados estão a ser apoiados com a gestão de dados biométricos em Blockchain para fortalecer as suas decisões financeiras. Da mesma forma, Blockchain está a permitir novos métodos de captação de recursos, aproveitando o poder de processamento ocioso do computador de um doador.

Blockchain em comunidades de refugiados

Recentemente, a Building Blocks, um projeto piloto do Programa Alimentar Mundial (WFP, na sigla em inglês), teve sucesso em ajudar a facilitar e garantir transferências de dinheiro utilizando a tecnologia Blockchain. O programa faz parte de um objetivo para aumentar de maneira segura e fiável o número de transferências diretas de dinheiro que os refugiados e deslocados recebem.

Estes tipos de transferências de dinheiro têm aumentado conforme a opção favorável em relação à distribuição direta de bens como comida e água. Em vez disso, os destinatários podem utilizar as suas transferências de dinheiro conforme julguem adequado às suas necessidades individuais e às suas famílias. Geralmente, o uso de dinheiro dá mais poder do que a entrega de rações de determinados produtos ou serviços. Transferências de dinheiro como forma de lidar com uma crise podem ser um veículo poderoso para restaurar a confiança individual e para a atividade económica local das comunidades.

A Building Blocks, depois de encontrar sucesso noutros programas-piloto no Paquistão e na Jordânia, está a procurar expandir os seus serviços para outras comunidades de mais de 500 mil refugiados sírios na Jordânia. Além de usar Blockchain para transferências de dinheiro, o programa do WFP espera expandir a tecnologia para outras áreas, como gestão de abastecimentos e identidades digitais.

Mudar os modelos de angariação de fundos

As vantagens de Blockchain em projetos humanitários podem ser mais percetíveis à medida que os angariadores de fundos encontrem um novo potencial. A UNICEF Austrália está atualmente a gerir um programa exclusivo de captação de recursos que aproveita ao máximo o poder de processamento do computador dos doadores.

Os visitantes do site Hopepage da UNICEF Austrália podem optar por doar parte do seu próprio poder de processamento de computadores. O poder de processamento é utilizado para minerar criptomoedas, com os recursos a serem automaticamente doados de volta à UNICEF Austrália para financiar os seus vários programas.

Sendo um novo veículo de captação de recursos, ainda é bastante cedo para considerar a doação do nosso poder de processamento. Fazer isto ainda não agrega os mesmos benefícios para os doadores do que os métodos mais convencionais. O mais notável disto é que doar o seu poder de processamento não gera um benefício fiscal, portanto, a UNICEF Austrália ainda pede que você faça contribuições maiores diretamente. No entanto, doar o poder de processamento do seu computador é super acessível e tem poucas barreiras de entrada para os que já estão a utilizá-lo.

Entretenimento e Artes

As vantagens de Blockchain no entretenimento e nas artes vêm principalmente na forma do símbolo ERC-721 no Blockchain Ethereum. Os tokens ERC-721 não são fungíveis (non-fungible), o que significa que cada token é exclusivo para si mesmo e nunca é repetido.

Dentro do universo digital, as aplicações de tokens não fungíveis parecem um pouco infinitas. Virtualmente, qualquer ativo digital que seja limitado em quantidade poderia ser construído como um ERC-721 e monitorizado numa Blockchain que o suporta. Alguns que vêm à mente: Ebooks, arte digital, itens de jogos, ativos de design criativo, audiolivros, filmes e basicamente qualquer outra coisa que se destina a ter alguma forma de proteção de direitos de autor.

Direitos de autor digitais e propriedade

Sem dúvida que listar os potenciais dos tokens não fungíveis como o ERC-721 é muito mais fácil do que a tarefa real de trazê-los à vida. No entanto, há vários projetos que já estão a utilizar as vantagens de Blockchain e tokens não fungíveis.

Registo descentralizado de ativos

Com o lançamento da sua rede principal a acontecer em julho passado, o protocolo do Codex ainda é jovem. A plataforma está posicionada para ser uma Blockchain para o registo de ativos do mundo real, como carros ou bons vinhos. Juntamente com a criação de um ecossistema de validadores e recompensas, o Codex pretende abordar a questão da proveniência no contexto de itens colecionáveis. “A proveniência (o histórico de propriedade de um item e documentação associada) é responsável por quase todo o valor monetário de um item, porque é o mais importante indicador de autenticidade”, segundo o whitepaper do Codex.

Direitos de autor em Blockchain

Binded, a empresa por trás dos direitos de autor de imagens em Blockchain, não está a utilizar um token não fungível para obter a sua prova de propriedade (proof of ownership), mas, ao utilizar a Blockchain de Bitcoin, a Binded é capaz de proteger os direitos autorais de fotos individuais. O serviço gratuito até se integra com as contas do Twitter e do Instagram e pode ser o utilizador a autorizar instantaneamente uma nova imagem usando #binded.

Além disso, a Binded menciona no seu FAQ que estão abertos a mudar para Ethereum quando começarem a desenvolver contratos inteligentes. Por enquanto, o hash de cada imagem protegida por direitos autorais é agrupado e gravado na Blockchain do Bitcoin. Cada registo contém o hash e o arquivo de imagem, juntamente com o nome e o e-mail do proprietário.

Jogos na 'chain'

Há vários jogos que estão a comprometer-se com a propriedade de ativos inseridos no jogo para uma Blockchain. O mais notável atualmente é o famoso Cryptokitties, existindo, no entanto, uma série de projetos que estão a 'gamificar' a escassez no Blockchain. 'Zombie Battlegrounds' recebeu recentemente mais de 320 mil dólares no Kickstarter para construir a sua visão de um jogo estilo 'Hearthstone'. O projeto é construído na e pela Rede Loom e atualmente está em acesso fechado para os primeiros utilizadores.

Onde vamos chegar?

A especulação como o caso de uso dominante provavelmente vai continuar enquanto as aplicações alternativas crescem e ganham popularidade. Idealmente, a especulação e a ação do preço vão aumentar a adoção geral. Se a adoção puder crescer em todos os níveis, é possível que mais desenvolvimento e inovação sejam feitos. Blockchain é muito mais adequado para melhorar as nossas vidas além da especulação e da negociação. Assim como o e-mail e a navegação na web foram as primeiras aplicações da internet, as criptomoedas são o primeiro uso de blockchain. O material realmente excitante é o próximo.