Aliança promove projetos que alteram o paradigma do setor legal

Primeira fase do Challenge da Abreu Advogados, dedicado a Smart Contracts, foi encerrada no dia 25 de maio. Os projetos apresentados neste desafio têm o potencial de alterar o paradigma tecnológico do setor legal.

A Aliança Portuguesa de Blockchain anuncia que o Abreu Advogados Smart Contract Challenge já encontrou as soluções qualificadas para a próxima fase do desafio de inovação de Blockchain. Através deste desafio, a Abreu Advogados tem como objetivo lançar o repto para o desenvolvimento de contratos e processos legais mais eficientes e capazes de suportar novos modelos de utilização.

Os projetos qualificados para a segunda fase do Challenge promovido pela Abreu Advogados apresentam soluções distintas para a proposta de desafio apresentada: por um lado, é sugerida a criação de contratos capazes de suportar novos modelos de utilização; por outro, o desenvolvimento de um conjunto completo de registos imutáveis e verificáveis que podem ser acedidos por organizações e indivíduos e que contemple a criação de documentos, assim como a sua gestão, revisão, publicação, arquivo, pesquisa, etc.

Este tipo de soluções surge na linha do que temos assistido nos últimos anos: a incorporação em contratos tradicionais e processos legais de novas tecnologias e abordagens (como ledgers on-demand distribuídos (incluindo Blockchain), inteligência artificial ou automação). Isto significa que novos modelos de utilização contratual estão a ser desenvolvidos para que as relações contratuais estáticas deem lugar a subscrições dinâmicas e outros modelos relacionais, o que leva a que estes modelos requeiram também um novo enquadramento de serviços contratuais.

A combinação destas tendências abre uma oportunidade para o desenvolvimento de serviços baseados em smart contracts (ou "contratos paramétricos").

“Sabemos que a tecnologia Blockchain pode  mudar o mundo e que a área da advocacia não será exceção. É preciso que a advocacia portuguesa  se posicione para esse futuro“, afirma Armando Martins Ferreira, Sócio da Abreu Advogados. “Das várias propostas submetidas, recebemos ideias muito interessantes e acreditamos que as propostas que passam à próxima fase têm um enorme potencial.”.

“Portugal tem talento e isso ficou provado com as várias propostas recebidas neste e noutros Challenges lançados no site da Aliança”, explica Rui Serapicos da Aliança Portuguesa de Blockchain. “O Abreu Advogados Smart Contract Challenge recebeu propostas de qualidade e que correspondem aquilo que se esperava: soluções com um enorme potencial tecnológico e de negócio e com boas bases para passarem da teoria à prática”.