Aliança assina protocolos com congéneres de Espanha e Brasil

Aliança Portuguesa de Blockchain assinou protocolos de parceria com a Alastria e com a Blockchain Brasil, sendo as mais recentes congéneres internacionais a assinarem parcerias, depois das associações Nórdica e Israel.

A Aliança Portuguesa de Blockchain anuncia que assinou parcerias internacionais com as suas congéneres de Espanha, a Alastria, e do Brasil, a Blockchain Brasil.

Tanto a Alastria como a Blockchain Brasil são dinamizadores desta tecnologia nos seus respetivos países, abrindo portas para a divulgação e massificação de Blockchain junto das indústrias e setores de Espanha e Brasil.

No âmbito dos protocolos assinados com cada uma das entidades, as partes poderão desenvolver projetos de investigação, aceleração e consultoria em conjunto, realizar eventos e cursos educacionais junto de startups, empresas, empreendedores e entidades governamentais e a partilha de informações sobre o estado da adoção da tecnologia nos seus respetivos países.

A Alastria é o primeiro consórcio multissetorial promovido por empresas e instituições para estabelecer uma infraestrutura semi-pública de Blockchain / Distributed Ledger Technology (DLT), que apoia serviços legalmente eficazes em Espanha e de acordo com os regulamentos europeus.

A Blockchain Brasil é uma das principais dinamizadoras do paradigma Blockchain no maior país sul-americano, estando a realizar vários cursos relacionados com a tecnologia e para que pode ser utilizada junto de empresas e curiosos.

“Este é mais um passo para colocar Portugal como um dos principais países no desenvolvimento da tecnologia Blockchain”, explica Rui Serapicos, da Aliança Portuguesa de Blockchain. “Tanto a Alastria, em Espanha, como a Blockchain Brasil têm inúmeros projetos nos seus países para dinamizar a tecnologia e são, em vários pontos, exemplos para o que Portugal pode alcançar”.

De relembrar que para além da Alastria e da Blockchain Brasil, a Aliança Portuguesa de Blockchain também já assinou acordos de parceria com a Nordic Blockchain Association e a Israeli Blockchain Association.