Grupo Almedina lança Challenge e aposta em soluções de Blockchain

Aliança de Blockchain assinou um protocolo com o Grupo Almedina e as duas entidades vão lançar um desafio de Blockchain. A primeira fase para apresentação de ideias deste Challenge irá terminar no final de novembro.

A Aliança Portuguesa de Blockchain anuncia que assinou um protocolo com o Grupo Almedina. Através deste protocolo, será lançado um desafio que terá como objetivo descobrir como podemos utilizar a Blockchain para tornar a produção de conteúdos e as questões relacionadas com a autoria mais fiáveis e proteger a autenticidade do conteúdo dos autores e a segurança online. A primeira fase deste desafio termina no final de novembro e as equipas interessadas podem inscrever-se no site da Aliança Portuguesa de Blockchain.

Rita Pinto, Administradora Executiva do Grupo Almedina, fundado em 1955 e atualmente constituído pelas Editoras Almedina, Edições 70, Actual Editora, a chancela Minotauro e uma rede de 12 Livrarias e a Almedina Brasil, explica que “fruto das fragilidades das ferramentas atualmente disponíveis, há um natural desconforto em relação à disponibilização de conteúdos de autor em plataformas digitais. Acreditamos que a Blockchain nos poderá apoiar nesta transformação, trazendo mais transparência e segurança a todo o processo, garantindo a autenticidade e rastreabilidade dos conteúdos, bem como a sua monetização. A parceria com a Aliança Portuguesa de Blockchain é uma prova clara do nosso empenho em continuar a prestar um bom serviço a todos os stakeholders, independentemente do formato em que o conteúdo é disponibilizado”.

“Esta é mais uma prova de que o Blockchain irá impactar os mais variados setores e não apenas os que tradicionalmente se pensa, como a Banca ou os Seguros”, afirma Rui Serapicos, da Aliança Portuguesa de Blockchain. “O Grupo Almedina, fazendo jus à sua visão de ser uma fonte de conhecimento, de referência e especializado, está desde cedo com os olhos postos na adoção desta tecnologia para melhorar o seu negócio e fazer face aos desafios atuais do mundo editorial”.

O desafio proposto pelo Grupo Almedina tem por base a fase crítica que atravessamos relativamente à web, existindo uma crescente insatisfação com a quantidade de desinformação que é partilhada online – um fenómeno recentemente identificado como “fake news”. Com este desafio, esperamos ajudar as pessoas a produzir, consumir e a conseguir um melhor acesso a informação de alta qualidade, melhorar a precisão do conteúdo, notícias e informação online, melhorar a sensibilização para a desinformação online, fazer com que os produtores de conteúdo se sintam mais seguros online ou, por exemplo, tornar os produtores de conteúdo mais atentos à forma como o seu conteúdo está a ser utilizado.

Este desafio procura ainda identificar, definir e predizer “fontes falsas”, mas também providenciar um meio para verificação de factos da informação presentes no conteúdo antes de avançar para a sua publicação, assim como construir ferramentas e serviços que alertem os autores para vulnerabilidades no processo de autoria, por exemplo.

Espera-se que os resultados desde Challenge de Blockchain promovido pelo Grupo Almedina incluam, por exemplo, novas apps e serviços para ferramentas de publicação para notícias e artigos online, novos algoritmos para a propagação de informação, mineração de proveniência e reconhecimento de conteúdo, novas tecnologias para integrar fontes de dados, entre outros.