Solução móvel de Smart Contracts vence desafio de Blockchain promovido pela Abreu Advogados

A equipa Atlantis Blockchain Explorer, composta por Thiago Souza, Bruno Ferreira, Lucas Ferriani e Jennifer Souza, venceu o Challenge promovido pela Abreu Advogados.

A Aliança Portuguesa de Blockchain e a Abreu Advogados anunciam que a equipa Atlantis Blockchain Explorer foi escolhida como a grande vencedora do desafio promovido pela Abreu Advogados. Os membros da equipa vencedora terão oportunidade de apresentar o seu projeto na Conferência de Blockchain, no dia 12 de novembro, em Lisboa.

Através deste desafio, a Abreu Advogados pretendeu lançar o repto para o desenvolvimento de contratos e processos legais mais eficientes e capazes de suportar novos modelos de utilização. As novas tecnologias e abordagens, tais como ledgers on-demand distribuídos (incluindo tecnologias como Blockchain), inteligência artificial, e automação estão a ser incorporadas em contratos tradicionais e processos legais.

A combinação destas tendências abre uma oportunidade para o desenvolvimento de serviços baseados em smart contracts que irão ajudar a coordenar e tornar mais eficiente o desenvolvimento, utilização, manutenção e fornecimento de serviços jurídicos.

Para além da startup Atlantis Blockchain Explorer que venceu o desafio, também a startup TechHQ foi finalista do Challenge promovido pela Abreu Advogados, tendo ficado no segundo lugar.

A solução apresentada pela startup vencedora consiste numa aplicação móvel para os sistemas Android e iOS que contém várias funcionalidades, como um marketplace de smart contracts, tais como contratos de compra e venda, leilão, entre outros, um interface via chat para negociação e funcionamento dos contratos digitais em Blockchain, uma arbitragem digital dentro de smart contracts e, ainda, Inteligência Artificial para criar um ranking de contratantes, prestadores de serviços, mediadores e modelos de contratos legais parametrizados.

Um dos vários benefícios desta aplicação é a facilidade na criação de contratos em Blockchain. A startup vencedora defende que, "embora a tecnologia seja inovadora, para instalar um smart contract em Blockchain são necessários conhecimentos técnicos que se tornam numa barreira para pessoas leigas". A Atlantis explicou, ainda, que "com a nossa interface de chat pretendemos facilitar o acesso de todas as pessoas ao framework jurídico e a Blockchain".

"Ficamos muito felizes com a vitória neste desafio. Esta conquista estimula-nos ainda mais para continuarmos a desenvolver a nossa aplicação", afirma Thiago Souza, CEO da Atlantis Blockchain Explorer. "Acreditamos que Blockchain será o futuro da computação e muito nos alegra estarmos a desenvolver a base daquilo que será a tecnologia no futuro".

"A proposta da Atlantis constitui uma solução inovadora combinando tecnologia de base Blockchain e potencial de desenvolvimento em contexto de smart contracts, modelável e escalável, designadamente em diversos paradigmas e conexões B2C.", refere Armando Martins Ferreira, Sócio da Abreu Advogados. "Esta solução prevê diversos protocolos de automação e resolução contratuais, com ganhos visíveis de segurança e eficiência. A Abreu Advogados felicita a Atlantis pela sua proposta e agradece aos promotores das demais propostas, as quais, pelas qualidades demonstradas, enriqueceram o desafio proposto e são igualmente merecedoras de distinção".

"A Atlantis apresentou uma solução sólida e viável que utiliza Smart Contracts para solucionar um desafio da advocacia", diz Rui Serapicos, Presidente da Direção da Associação da Aliança Portuguesa de Blockchain. "Gostaria, também, de congratular os projetos participantes neste desafio promovido pela Abreu Advogados, em especial a finalista TechHQ; todos eles mostraram uma enorme qualidade e deixam boas indicações de que a indústria de Blockchain está viva e presente nos mais diversos setores económicos".

De referir que a Atlantis Blockchain Explorer, assim como os projetos vencedores dos Challenges promovidos por EMEL, Fidelidade e REN, terá a oportunidade de apresentar o seu projeto na Conferência de Blockchain, que se irá realizar no dia 12 de novembro no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa. Os bilhetes para a Conferência têm um custo de 35€ e os interessados podem inscrever-se no site da Conferência.