Exército russo está a construir um laboratório de Blockchain

O Ministério da Defesa da Rússia está a lançar um laboratório de investigação para analisar como a tecnologia Blockchain pode ser utilizada para mitigar ataques de segurança cibernética.

O acelerador de tecnologia militar do país, conhecido como ERA, está a lançar um laboratório científico especial para determinar se a tecnologia Blockchain pode ser utilizada para identificar ataques cibernéticos e proteger as infraestruturas críticas. A notícia foi avançada pelo jornal russo Izvestia.

Este jornal informou que a investigação já começou a explorar as possíveis aplicações para a tecnologia Blockchain, mas o laboratório em si ainda está a ser desenvolvido.

De acordo com o documento, uma das prioridades da ERA é o desenvolvimento de um sistema inteligente que deteta e previne ataques cibernéticos em bancos de dados importantes. Para esse fim, a organização formou uma equipa de especialistas em segurança da informação.

Alexei Malanov, especialista em antivírus da Kaspersky Lab, que tem sede em Moscovo, disse ao jornal que as plataformas baseadas em Blockchain podem dificultar a ocultação de traços de ataques cibernéticos.

Ele explicou que os intrusos geralmente limpam os registos de acesso nos dispositivos para ocultar rastos de acesso não autorizado ao dispositivo. Mas, usando um ledger distribuído, o risco de acontecer diminui.

O laboratório está a ser construído na cidade costeira russa de Anapa e será subordinado ao Estado Maior das Forças Armadas da Oitava Diretoria da Federação Russa, que também se concentra na segurança da informação.