Forbes Blockchain 50 de 2021: A acompanhar o crescimento da Bitcoin

Com um aumento de 300% em 2020, a Bitcoin está a ganhar respeito ao nivel empresarial. Neste artigo, está explicado como a PayPal, a Square e outras 48 grandes empresas na terceira edição anual "Blockchain 50" da Forbes estão a ultrapassar os seus concorrentes ao utilizar a Bitcoin e a Blockchain.

O presidente-executivo da PayPal, Dan Schulman, sabia que a pandemia era uma oportunidade única para o negócio.
A empresa pioneira de pagamentos eletrônicos que ele assumiu em 2014 estava a trabalhar por um mundo sem dinheiro já há duas décadas, mas recentemente o seu crescimento começou a desacelerar. Ao longo da década após a aquisição do eBay em 2002, a receita da PayPal cresceu a uma taxa média anual de 38%, hoje a empresa, novamente independente, está a crescer pela metade dessa taxa. Agora, à medida que as pessoas voltavam para as suas casas, o comércio online e os pagamentos digitais de repente se tornou uma necessidade na vida cotidiana para compras de supermercado, bancos e muito mais.

                                                                      Dan Schulman – Wikipédia, a enciclopédia livre
                                                                      Dan Schulman

Uma tendência significativa nos ativos digitais tem sido uma enorme quantidade de empresas a entrar em serviços de proteção de criptomoedas. É revelador, por exemplo, que Saylor da MicroStrategy e outros investidores institucionais não revelam como armazenam os seus Bitcoins.

Bitcoins no valor de biliões têm desaparecido ao longo dos anos - há muito tempo é uma barreira para a adoção institucional. Existem outros problemas para além da fraude e roubo. Se o proprietário de uma conta bancária se esquecer do código, o banco simplesmente volta a redefini-la. Com a Bitcoin, para o qual os bancos não são necessários, perder a o código, ou seja, a chamada de chave privada, é como perder o próprio ativo, sem possibilidade de recuperação.

 

                                                                          O bitcoin e a Tesla são bolhas? Uma pesquisa do Deutsche Bank diz que sim |  NeoFeed

 

A tecnologia existente na PayPal, integrada com bancos tradicionais, era desajeitada e lenta, levando até dez dias para concluir uma transferência. Primeiro, confiaram numa Startup sediada na Geórgia chamada Ingo Money para fazer o upload e verificar as imagens dos “Stimulus Checks”, em seguida, confiaram num banco da Geórgia para compensá-los e liquidá-los. Cinco a dez dias depois, o dinheiro apareceu numa conta na PayPal ou na Venmo, uma subsidiária “Millennial-friendly”. Se o cliente estiver disposto a pagar uma taxa de 1%, o dinheiro é creditado em minutos, mas nos bastidores o banco assume o risco se o cheque não for processado.

                                                                Blockchain 50 - Forbes

A maioria das empresas no Blockchain 50 não são especuladores de Bitcoins, mas procuram empregar a tecnologia à criptomoeda de maneiras inovadoras. A Honeywell, com sede na Carolina do Norte, por exemplo, está a utilizar a Blockchain para conectar compradores e vendedores de peças de aviação usadas. Até agora 117 fornecedores, incluindo a Boeing e a Lufthansa, entraram em 2020, e cerca de 65 milhões de dólares em peças foram comercializadas. Apesar de ser pouco para a gigante de 37 biliões de doláres (vendas), os executivos da Honeywell esperam que sua plataforma possa um dia mover toda a indústria de peças de segunda mão online.