Patente da Alibaba quer eliminar intermediários em pagamentos de Blockchain

O gigante chinês de comércio eletrónico Alibaba está a explorar a utilização da tecnologia Blockchain para acelerar os pagamentos internacionais, de acordo com um novo pedido de patente.

O pedido, intitulado "Um sistema e método que ajusta o saldo da conta numa Blockchain", foi registado na entidade gestora de processos de Propriedade Intelectual da China em janeiro deste ano e foi revelado na última semana.

Com o objetivo de abordar o amplo conceito de ajustar os saldos das contas numa Blockchain, a empresa explicou como o sistema poderia ser utilizado para facilitar transações internacionais que envolvem especificamente um fornecedor de pagamento de terceiros.

Por exemplo, o documento diz que os serviços de pagamento de terceiros e os seus parceiros bancários em diferentes regiões funcionariam como nodes para formar o Blockchain previsto. Posteriormente, cada node irá manter um ledger de saldos de utilizadores, refletindo as contas nas carteiras móveis de fornecedores de pagamento de terceiros.

Quando uma solicitação de transação é iniciada, os nodes verificam o saldo da conta do utilizador, levando em conta quaisquer procedimentos de conformidade legal que devem ser seguidos - um processo imposto pelo acionamento de contratos inteligentes codificados na Blockchain, diz a patente.

Os nodes atualizariam o saldo dos utilizadores enviando e recebendo o valor transacionado de forma descentralizada, eliminando assim a necessidade de um intermediário e evitando os atrasos resultantes no tempo de transação, de acordo com o documento.

Embora a Alibaba não tenha explicado como ou se pretende aplicar o sistema comercialmente, o documento foi publicado apenas alguns dias depois de a afiliada de pagamento da empresa, a Ant Financial, ter anunciado o lançamento de um serviço de remessa baseado em Blockchain.