Rede Elétrica de Espanha recebe empréstimo através de Blockchain

As instituições financeiras BBVA, BNP Paribas e MUFG (Banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ) juntaram-se para emprestar 150 milhões de euros à Red Eléctrica de España (REE) através Blockchain.

Segundo o anúncio feito pelo BBVA, os bancos "tornaram-se nas primeiras empresas do mundo a formalizar um empréstimo sindicado utilizando a tecnologia Blockchain". De acordo com o comunicado de imprensa, o empréstimo foi negociado em tempo recorde "utilizando a plataforma desenvolvida pelo BBVA com base na tecnologia DLT", conhecida como Blockchain. O processo de um empréstimo sindicado administrado da maneira tradicional leva em média duas semanas, e com Blockchain esse tempo é reduzido dez vezes, para algumas horas.

 A tecnologia Blockchain é especialmente adequada para a concessão de empréstimos sindicados. "Coloca uma base de confiança em diferentes entidades globais, produz uma significativa economia de tempo em relação à maneira tradicional e adiciona a camada de transparência", explica Luis Garvía, professor do ICAI-ICADE.

O piloto realizado pelo BBVA, BNP Paribas e MUFG com a REE "é importante". "São feitos relativamente poucos empréstimos sindicados, mas têm um grande impacto. Embora este tipo de operações não seja percebido pelo público em geral, têm grande relevância económica para quem as desenvolve", diz Luis Garvía.

O BBVA descreve a operação como "um avanço importante nos novos pilotos que se estão a desenvolver no mercado para explorar a tecnologia DLT. É a primeira vez que uma transação real desse tipo é concluída".