Reguladora de mercado de valores mobiliários de Espanha completa piloto

A reguladora do mercado de valores mobiliários de Espanha e um grupo de instituições financeiras completaram um piloto em Blockchain destinado a testar a tecnologia para registar emissões de bónus de ações.

O projeto Fast Track Listing (FTL), com duração de um ano, contou com a participação da Comissão Nacional do Mercado de Valores de Espanha (CNMV) e de bancos como o Banco Santander, o BBVA, o BNP Paribas, o CaixaBank, o Commerzbank e o Société Générale.

A ideia por detrás deste projeto diz respeito à hipótese de os bancos de dados partilhados poderem ser utilizados ​​para registar mais eficazmente as informações sobre a emissão de bónus de subscrição – contratos com o direito de comprar novas ações a determinado preço antes de expirarem – e filtrar esses dados para todas as partes.

Segundo o Banco Santander, o piloto demonstrou que o tempo para registar uma emissão de bónus foi encurtado em mais de 70% através da plataforma piloto. Segundo o grupo, os resultados iniciais do teste foram promissores preparando o terreno para outras provas de conceito em torno da tecnologia.

"Após a obtenção destes bons resultados, a CNMV decidiu continuar a explorar as possíveis utilizações desta tecnologia nos seus processos e continuar com o projeto. A BME e todos os emissores de garantias nacionais (BBVA, Caixabank e Banco Santander), bem como os emissores de garantias internacionais (BNP Paribas, Commerzbank e Société Générale), também estão a contribuir ativamente para este projeto”, de acordo com as declarações prestadas pelos responsáveis do projeto.